Spike Lee faz revelação sobre trabalho na quarentena

Spike Lee (Foto: Divulgação)
Spike Lee (Foto: Divulgação)

Com mais um filme em seu currículo, Spike Lee tem se ocupado durante a pandemia, promovendo da maneira, que pode seu novo filme para a Netflix: Da 5 Bloods, um drama no qual soldados negros retornam ao Vietnã para encerrar um assunto do passado. Porém, fora isso, o diretor afirmou que não tem escrito nenhuma única linha de algum novo roteiro durante a quarentena. 

Ao Entertainment Weekly, Lee contou que não é o único a não estar inspirado durante a pandemia. “Não escrevi uma palavra durante toda essa pandemia”, contou ele. “Tive uma aula no Zoom com o (diretor) Jim Jarmusch. Ele disse que não escreveu uma palavra. Tive uma aula de Zoom, com o (escritor) Sam Mendes, ele não escreveu uma palavra. Portanto, existem três – eu, Sam e Jim – que não escreveram uma única palavra. Não temos mais nada a fazer. Vamos para quatro meses parados.”

Porém, o bloqueio criativo não impediu que o diretor contribuísse para as manifestações antirracistas que ocorrerem pelos Estados Unidos. Ele lançou um curta-metragem no qual compara a morte de George Floyd e Eric Garner à de Radio Raheem, um de seus personagens de “Faça a Coisa Certa”, de 1986.

De acordo com o The Hollywood Reporter, Spike Lee irá desenvolver um novo filme para a HBO baseado no consagrado espetáculo da Broadway, American Utopia. A produção foi rodada no ano passado, e a estreia deve ocorrer ainda este ano.

“‘American Utopia’ de David Byrne é uma experiência única transformadora e um exemplo perfeito de como o entretenimento pode nos unir durante esses tempos difíceis”, relatou Nina Rosenstein, executiva da HBO Programming.

Ela ainda ressaltou: “A direção brilhante de Spike acrescenta um nível de intimidade a esse desempenho poderoso, e estamos muito empolgados em compartilhar esse show inovador com nosso público”, acrescentou.