Spike Lee produz novo filme inspirado em show da Broadway

Spike Lee
Spike Lee (Imagem: Reprodução)

Spike Lee, um dos mais consagrados diretores de Hollywood, deverá desenvolver um filme baseado no American Utopia, um dos mais consagrados espetáculos da Broadway. A produção será realizada em parceria com a HBO. A informação foi revelada pelo site The Hollywood Reporter.

A produção realizada pelo cineasta foi gravada durante as exibições feitas no final do ano passado. Já a estreia deve ocorrer ainda em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus. A produção não informou nenhum adiamento do lançamento.

“‘American Utopia’ de David Byrne é uma experiência única transformadora e um exemplo perfeito de como o entretenimento pode nos unir durante esses tempos difíceis”, relatou Nina Rosenstein, executiva da HBO Programming.

A executiva ainda ressaltou: “A direção brilhante de Spike acrescenta um nível de intimidade a esse desempenho poderoso, e estamos muito empolgados em compartilhar esse show inovador com nosso público”.

American Utopia é um álbum do cantor escocês David Byrne. O projeto acabou se transformando em um espetáculo da Broadway dirigido por  Spike Lee. A produção foi exibida no Hudson Theatre em Nova York.

Spike Lee lançou recentemente na Netflix, o longa Da 5 Bloods, trama que conta a história de quatro veteranos de guerra que retornam ao Vietnã para conseguirem encontrar o corpo de seu comandante, que morreu em combate. O grupo também descobriu que existe um tesouro perdido em território vietnamita, e todos partem em busca de encontrá-lo.

Mesmo com toda empolgação em torno do projeto, a produção de Lee segue sem uma data precisa de lançamento, a única informação é que a produção deverá ser lançada no decorrer desse ano.

Recentemente, Spike Lee lançou um curta-metragem, no qual compara mortes vítimas de violência policial – como George Floyd, assassinado recentemente em Minneapolis, e a de Eric Garner, morto em 2014 – com o personagem de seu filme Faça a Coisa Certa, do final dos anos 1980.

Com duração de pouco mais de 1 minuto, a produção se inicio com a seguinte pergunta: “A história vai se repetir ?”. A indagação faz uma referência as mortes de cunho racista já ocorridas no passado recente da história americana.