Acabou.

Chega ao fim uma série que motivou milhares de pessoas a criarem toda uma relação de amor e ódio em relação a uma série que determinou novos parâmetros na história da TV. LOST se encerra e entra para a história como uma das séries mais bem sucedidas de todos os tempos. Ao término de sua exibição no AXN, Eduardo Moreira e Vana Medeiros comentam o episódio final e contam suas conclusões sobre a série, entre risos, lágrimas, discussões e concordâncias. Um podcast que vai surpreender a muitos dos fãs mais fervorosos de LOST, mas que faz um justo encerramento a um grande produto televisivo.

Links do episódio:

TargetHD.net
Spoiler Cotidiano
Blog de André Zuil
Estrelando Séries
Blog de Eduardo Moreira

Tenha a série LOST em sua casa:

1a Temporada em DVD
2a Temporada em DVD
3a Temporada em DVD
4a Temporada em DVD
5a Temporada em DVD
Box das 5 primeiras temporadas em DVD

Entre em contato conosco:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Veja as Dicas de Compras do SpinOff
Twitter: @SpinOffcombr
Facebook do blog: facebook.com/SpinOffcombr

Feeds do Podcast

Feeds: RSS e iTunes

Comentários

COMPARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. O ponto crucial que eu acredito que eles NÃO ESTAVAM MORTOS desde o início é exatamente o fato de todos (ou quase) foram tomando consciência da sua vida na Terra. Por isso foram mostradas todas as cenas deles na Ilha conforme foram se lembrando e tra-la-la… São muitos eventos dentro e fora da Ilha que provam que há sim uma linha de tempo e que foi seguida, mesmo eles tendo pulado no tempo várias vezes. E aliás, eles pulam no tempo quando a roda do Conan é girada e Ben sai da Ilha.

    Uma coisa interessante que vi no Jimmy Kimmel foi ele falando que LOST era o "Jack's Test". Segundo ele era tudo um teste para a personagem.

    Adorei o Christian Shepard aparecendo na cena final de TENIS! :D

    Parabéns pelos depoimentos. Valeu SIM ver LOST. :D

    Grande abraço!

  2. Algo que pensei agora com vcs terminando foi o seguinte: Moreira diz que entendeu o que entendeu pq viu poucos episódios e o final. E que tb acabou relacionando com sua propria vida. Legal.

    Mas vcs concordam que quem viu toda a série tem milhares de elementos a mais para apenas chegar a essa conclusão? Até mesmo os que o Moreira disse irrelevantes, como todas as teorias e números e tal. Aliás, a relação entre as pessoas, como em boa parte da vida, está intrinseca, está subentendido. O que se quer é saber sobre o misterioso, o fora de contexto.

    Outra coisa que estou tentando relacionar é com o próprio nome da série. LOST representa talvez não o obvio perdidos na selva. Mas talvez o perdido no rumo da própria vida. Sei lá! :D

  3. Para quem não gosta de Lost, Eduardo Moreira deu a melhor definição de Lost. Uma obra que consegue passar uma mensagem dessas, não será esquecida.

    Obrigado pelo podcast. Vi o episódio pelo AXN e ainda estou emocionado com o final, vocês me ajudaram a entender e absorver melhor o que vi.

    Mas acho que a série deixou uma brecha para voltar a ser explorada no futuro, o que com certeza será, se não na tv, mas talvez em outras mídias.

  4. Bom, depois que passou um pouquinho do lado emocional, entenda-se raiva, e ler diversas opinioes sobre o final da serie eu tendo a mudar meu posicionamento sobre o desfecho q antes era ruim e agora passa a ser regular/bom.

    Lost no final das contas, pra mim, tem todo esse tamanho pq conseguiu justamente ser complexa nos dois sentidos a que se propôs. Qtas series sci-fi existem, onde a questao cientifica eh ateh aceitavel e o drama eh ruim e o resultado é uma coisa tao artificial e robotizada ? Por outro lado, sabemos que o bom drama vivido em Lost nao eh exclusividade da serie, ontem por exemplo terminei de ver a 1 Temporada de Breakin Bad e achei maravilhoso e td indica com os comentarios na net q vai melhorar ainda mais, assim como Dexter e tantas outras series.

    Aqueles que acharam o final satisfatorio e estao dizendo que o pessoal nao entendeu por se tratar de um drama, peca justamente ai. Os escritores abandonaram a parcela dos fas que prezava pelo outro lado da serie, o dos misterios, no caso. Eu nao defendo check list pra resolver nada, prezava por qualidade, seja deixando as questoes em aberto, seja na resoluçao direta.

    Metade do meu gosto pela serie, no final das contas, se sentiu enganado sim, a sexta temporada fez da parte sci-fi/mitologica muleta ou pega trouxa pra segurar audiencia. Só entendo Lost a partir dessas duas perspectivas, só isso explica o tamanho q a serie teve durante 5 anos.

  5. Tudo já foi dito sobre Lost no q tenge aos sentimentos humanos, o q somos, por somos e pq estamos aqui. No vitral da igreja, quando Jack conversa com seu pai, podemos ver símbolos de várias religiões sob a imagem figurada de um só Deus.Isso pra mim, tocou profundamente com uma mensagem de irmandade global dos povos, talvez o grande sonho de Jonh Lennon sobre o mundo Utopia e a letra de Imagine.

    Uma coisa Lost superou a todos: a integração mundial via Twitter, surpreendente durante 6 anos (!!!) e q me trouxe, por exemplo, conhecer vcs do Spin-off.

    Belíssimo trabalho e comovente depoimento de Eduardo Moreira, mesmo não gostando da série – objetivo alcançado !!!

  6. Vou ouvir o Spin-off pela primeira vez!!!

    Graças ao twitter do Marcelo Coxinha, digo Salgado.

    Tive o Prazer de conversar com o Moreira , o Skilo666 e mais uns malucos em um chat de audio doido depois de ver LOST e foi bem interessante. Agora vou baixar. Tenho minhas teorias sobre LOST claro, mas depois comento ( ou não , como dizia o Caetano).

    E vou ver se aqui nesse site belíssimo tem falando algo sobre minha série escolhida pra continuar acompanhando: Chuck.

    Abraço;

  7. O Eduardo Moreira é um dos melhores blogueiros do Brasil, mesmo não gostando da série, ele falou seriamente de seu final, e falou melhor do que alguns blogueiros por aí que gostam de Lost! Parabéns Eduardo! Você e a Vana Medeiros formam uma dupla muito gostosa de se ouvir!

  8. Parabéns ao Moreira pelo podcast pós LOst finale

    Quanto à questão mortos X vivos:

    Minha esposa achou, à princípio,q todos estavam mortos desde o começo e isso eu concordo com o Moreira que explicaria TUDO de forma incisiva. As viagens no tempo, curas, etc…

    Mas…Eu concordo com a Vana q isso descartaria várias coisas legais da série inteira.

    No final, cada um tem a sua interpretação e nenhuma está errada.

  9. Pô, Moreira, que teimosia em insistir que eles já estavam mortos na ilha, heim? :D Os próprio produtores disserem desde o início que NA ILHA eles não estavam mortos. Aquilo realmente aconteceu no universo da série, para os persongens. Já nos FlashSideways, AÍ SIM, eram eles já todos mortos. Cada um morreu numa época diferente e foram todos se "reunir" num mesmo lugar no "além", onde o tempo não importa (ou seja, não importa o Hurley morreu 100 anos depois do Jack ou no dia seguinte, ele tinha ali a aparência que precisava ter, para reviver aqueles momentos), para poderem se encontrar novamente, ainda que não tendo consciência de estarem mortos, refletindo o momento mais importante da vida deles (daí o uso intenso da alegoria dos espelhos ao longo dos Sideways)

  10. Quando a Vana falava pra curtir a viagem eu n ão imaginava que era a novela da Globo! Vana Medeiros, uma mulher a frente do seu tempo.

    PS: eu entendi a mensagem final de Lost, só não gostei do episódio e não me emocionei com ele.

    Nada supera o final de Six Feet Under.

  11. Vana, discordo no quesito "falta de imaginação". O problema é que LOST não foi fiel às suas próprias "viagens". Tenho a teoria da Branca de Neve para explicar: Estou lá assistindo Branca de Neve e num dado momento me falam: "Depois de comer a maçã ela só despertará com o beijo de um príncipe!" OK! Comprei a história! Se o príncipe aparece num cavalo branco, beija e ela acorda, eu estou feliz, pq acreditei naquilo. Agora imagina se em vez disso aparece numa outra cena a Branca de Neve num hospital, tomando soro e os médicos retirando o pedaço de maçã da garganta da infeliz. Vou ou não vou ficar puto?!?? Essa foi a sensação que eu tive com LOST. Amei, acreditei muito e me senti traído com a falta de coerência.

  12. Porra Moreira!

    Você já era um cara que eu respeitava, após esse episódio isso só aumentou. Concordo com seu posicionamento em relação a série, só discordo da parte sobre todos estarem mortos, no decorrer da série tem vários detalhes que colocam essa teoria por terra, inclusive a saída de alguns personagens, entre outras coisas, mas isso não faz a menor diferença… rsrs.

    Parabéns Moreira. Parabéns Vana. Conseguiram me emocionar PRA CARALHO com esse podcast… hehehe

    Um Grande Abraço.

  13. Eu pessoalmente me decepcionei muito com o final de Lost, ao contrário do que o Eduardo Moreira disse não sou nenhuma "molecada". Tenho 31 anos,sou casada, já perdi pessoas queridas, já cai e me levantei.

    Lost foi vendida como uma sérei de mistérios e acho que os produtores na ultima temporada se perderam e resolveram partir pro sentimentalismo barato. Se eu gostasse de séries sentimentais assistiria Greys anatomy e Sex and the city. Agora chega a ser ridiculo essa conversa de que eles queriam passar uma "mensagem de amor". As pessoas tem suas vidas, com suas dores e alegrias, só imbecis usam TV para aprender lições de vida, pra isso temos mães, pais, padres, amigos,pastores, professores…Não precisamos de Lindelof e Cuse

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui