Star Wars: A Ascensão Skywalker é alvo de boicote dos fãs

Daisy Ridley
Cena da atriz Daisy Ridley no teaser de Star Wars: A Ascensão Skywalker, próximo filme a ser lançado sobre a saga, que chega no dia 19 de dezembro nos cinemas nacionais (Reprodução/YouTube – Star Wars)

Com a proximidade da estreia do filme Star Wars: A Ascensão Skywalker, capítulo que vai promover o desfecho da atual sequência de conflitos na saga, fãs resolveram organizar um boicote. Entretanto, trata-se de um “boicote solidário”. Muitos fãs e espectadores assíduos da saga, que estão incomodados com a condução feita pela Disney para a franquia, agora veem outra possibilidade de destinar o dinheiro.

Com isso, fãs que se organizaram por meio do Reddit estão pensando em doar o dinheiro que seria destinado à compra de ingressos para a Aliança Nacional pela Doença Mental (NAMI, na sigla original em inglês). E a iniciativa tem um propósito maior, o de honrar Carrie Fisher por meio de uma homenagem, já que ela sempre foi membro da luta contra distúrbios mentais.

Vale lembrar que o nono episódio vai ter a função de amarrar as três trilogias. E, a partir disso, rumores sobre um encerramento da saga começaram a ser levantados. iante de muitas incertezas, o diretor J. J. Abrams falou ao The New York Times sobre os planos futuros da série de filmes sobre Star Wars. Ele não indicou planos futuros e falou sobre a possibilidade de encerramento, mas também deixou claro que novos começos podem ser suscitados.

“[A saga] Pode continuar? Claro que pode. Mas tem algo corajoso em dizer que é assim que a história deveria ser. Qualquer bom encerramento é, em algum nível, um novo começo”, disse o diretor J. J. Abrams na entrevista com o jornal norte-americano The New York Times. E, sobre uma possível participação sua em um novo projeto para a saga nos cinemas, caso isso ocorra, ele destacou: “Só preciso de uma noite de sono”.

Possui Mestrado em Comunicação e Graduação em Jornalismo. Pesquisa cultura pop e também trabalha com o tema.

bostancı escort