Arrow e Flash/Reprodução
ANÚNCIO

A morte do herói Oliver Queen sem dúvidas deixou os fãs arrasados, mesmo que o momento tenha sido antecipado desde antes da estreia do crossover Crise nas Infinitas Terras. Ao invés de se despedir em Arrow, Stephen Amell disse adeus ao personagem em Supergirl, e segundo ele sob circunstâncias não ideais.

Não faltaram momentos icônicos durante a Crise, o maior deles tendo sido a morte de Queen, que confirmou a proclamação feita pelo Monitor de que ele se sacrificaria para salvar o Multiverso. Por mais que resultado final tenha sido emocionante, Amell revelou em nova entrevista ao podcast do ator Michael Rosenbaum, Inside of You, que nenhum dos seus colegas de elenco realmente estava presente durante as filmagens dessa cena em particular.

Eles estavam tentando finalizar a parte da Caity [Lotz] e do Grant [Gustin] antes que eu filmasse a minha parte da cena na qual eu morro, e eu não culpo ninguém por isso, mas essa cena comigo em Arrow acontece em Supergirl, com a equipe de Supergirl, com demandas tanto para o Grant quanto para a Caity. E eles estavam tentando finalizar tudo para que Flash e Legends não fossem estragados no dia seguinte.

A solução: efeitos especiais. “Enquanto isso o Arqueiro Verde estava deitado em uma maca tentando entregar suas falas à algo mais do que uma bola de tênis. Então existem várias cenas nas quais eu estou atuando e não existem outros atores lá, e isso simplesmente não é uma forma aceitável de criar o melhor produto, da minha perspectiva.

Dificuldades

Vale lembrar que Amell não foi a único e comentar sobre os desafios de trazer um evento de grande porte à televisão. Anteriormente a atriz Candice Patton também se posicionou: “É confuso do ponto de vista da história. Metade do tempo que estou filmando eu não tenho ideia do que estou fazendo, onde [a cena] está dentro da história.

E ainda: “Eu constantemente preciso de alguém pra [perguntar], ‘O que acabou de acontecer? Onde nós estávamos?’. É demais. Eu espero que vocês apreciem esses crossovers, porque eles praticamente nos matam, todo ano”.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui