Steven Spielberg deixa direção de Indiana Jones 5; saiba quem pode assumir

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Lucasfilm/Paramount/Disney)

De acordo com a Variety, Steven Spielberg não irá dirigir Indiana Jones 5. Depois de 39 anos no comando da franquia, essa é a primeira vez que o cineasta deixa a direção. No entanto, ele ainda atua como produtor do longa.

Segundo o site, a decisão de Spielberg seria motivada pelo desejo de que a franquia possa ganhar a perspectiva de uma nova geração. Fontes da Variety ainda dizem que James Mangold, diretor de Logan e do indicado ao Oscar Ford vs Ferrari, é um dos principais nomes cotados para substituir o cineasta na direção. Ainda assim, vale destacar que o acordo ainda não foi finalizado.

Enquanto isso, Harrison Ford já foi confirmado para reprisar o personagem-título do quinto filme da franquia de ação e aventura.

Apesar de ainda não estar confirmado Mangold como novo diretor, o roteirista Jonathan Kasdan (Han Solo: Uma História Star Wars), responsável por escrever Indiana Jones 5, compartilhou uma notícia no Twitter falando sobre a direção no novo filme. Na publicação, o roteirista usou uma frase em referência ao cartaz de Indiana Jones e O Templo da Perdição. “Se a aventura tem um nome… Deve ser James Mangold”, escreveu.

Confira:

 

Indiana Jones 5 está previsto para ser lançado no dia 8 de julho de 2021.

 

Filmagens

Em entrevista à CBS News, Harrison Ford se mostrou bastante animado para voltar a interpretar o personagem que viveu por quatro filmes. “Estou tentando não parecer bobo, mas é incrível correr por aí com calças apertadas e botas altas. Mas vocês querem saber sobre o filme, e vou dar uma resposta mais apropriada: voltarei a filmar como Indiana Jones dentro de dois meses, o que é algo que me deixa muito feliz. Quando você tem a oportunidade de voltar para um mesmo personagem é porque as pessoas gostaram daquilo. Sinto-me obrigado a garantir que nossos esforços sejam tão grandes como na época em que começamos. É como um senso de responsabilidade com os clientes”, disse o ator.

Ford ainda explicou o motivo de tratar os fãs como clientes. “Penso nas pessoas que vão ao cinema mais como clientes do que como fãs.’Fãs’ me parece meio estranho, sempre; mas o fato de essas pessoas apoiarem meus trabalhos e eu ser responsável pela qualidade do serviço que ofereço, isso me parece ser uma melhor forma de encarar as coisas”, afirmou.

 

 

 

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.