Tenet: Aaron Taylor-Johnson diz que Christopher Nolan romperá barreiras no cinema

“Tenet” (Divulgação)

O britânico Christopher Nolan é um dos poucos a fazer parte do panteão de diretores que mudam o cenário cinematográfico mundial a cada novo filme lançado. Seu próximo projeto, Tenet, tem sido guardado a setes chaves como de costume, porém o ator Aaron Taylor-Johnson fez alguns novos comentários em entrevista recente.

Aaron é apenas um dos vários talentos envolvidos no longa, que conta ainda com John David Washington, Robert Pattinson, Elizabeth Debicki, Clemence Poésy, Kenneth Branagh e Michael Caine; e está sendo descrito como uma trama de espionagem internacional que percorrerá várias partes do globo.

Em meio à promoção do filme A Million Little Pieces, Taylor-Johnson foi questionado sobre a experiência de trabalhar com Nolan: “Eu adoro os filmes dele. Sempre que havia a oportunidade de participar de algum deles eu sempre fui a primeira pessoa a levantar a mão e dizer, ‘Me deixe tentar’. Tive muita sorte em ter sido aceito no elenco de Tenet”.

E ainda: “Trabalhar com o Nolan é como trabalhar com uma lenda. Ele não mede despesas, e ele definitivamente vai romper das barreiras do cinema, com altos conceitos e conceitos de ficção científica”.

Possibilidades

Durante a passagem do Spinoff pela CCXP19, foi possível acompanhar o teaser de Tenet, que havia sido exibido somente em alguns cinemas americanos selecionados antes das sessões do derivado Hobbs & Shaw. O clip mostra Washington observando um vidro que acaba de ter sido alvo de uma bala, e a sequência é intercalada por outras cenas envolvendo um grupo de elite estilo SWAT.

A fala de Aaron confirma que o novo longa terá elementos sci-fi, que muitos acreditam inclusive ter a ver com manipulação do tempo, e até mesmo alguma ligação com outro dos seus sucessos, A Origem. Segundo rumores, um primeiro trailer do filme poderá ser exibido antes de Star Wars: A Ascensão Skywalker, que chega aos cinemas no dia 20 de dezembro. Tenet tem estreia marcada para julho de 2020.

 

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.