Tessa Thompson sai em defesa de Cuties, filme que está sendo alvo de protestos online

Cuties (Imagem: Divulgação / Netflix)

Quando o filme Mignonnes foi idealizado pela diretora Maïmouna Doucouré, ela jamais imaginaria que aquilo o que ela planejou para a película ganharia um outro contorno ao ser adquirido por uma plataforma de streaming, estadunidense, mudando completamente o conceito da Obra. O filme que chegará à Netflix com o nome de Cuties, em 9 de setembro ganhou o prêmio de Direção Dramática no Festival de Cinema de Sundance, e conta a história de como as pressões sociais levam meninas a procurarem caminhos em que se sintam mulheres, mesmo que isso leve a uma objetificação sexual.

O filme está sendo alvo de uma campanha negativa dos espectadores do serviço, que acreditam que a Netflix ao divulgar o trailer, preferiu escolher cenas que mostram os corpos das meninas pré-adolescentes para promovê-lo. Como as pessoas estão pedindo para que a gigante do streaming não o lance (como se fosse um título original), Tessa Thompson conhecida por seus papéis em Creed, Westworld e nos filmes da Marvel resolveu colocar a boca no trombone contra essa situação, e gerou uma grande discussão nas redes sociais.

“Cuties é um filme lindo. Ele me destruiu no Festival Sundance, porque apresenta um novo tipo de voz. Ela é uma mulher negra senegalesa francesa, extraindo todas as suas experiências. O filme comenta a hiper sexualizar de meninas pré-adolescentes. Fico decepcionada ao ver o discurso atual sobre ele”, escreveu a atriz.

“Tessa, essa é a pior coisa que eu já vi. Vá se f***r”, escreveu uma seguidora, enquanto outro disse: “Eu acho que a Netflix está sexualizando essas crianças na campanha de marketing, independente do conteúdo real do filme, e isso é objetivamente errado”. Outro foi mais além: “Todo o respeito que eu tinha por você foi jogado pela janela. O co-fundador da Sundance foi preso por crimes sexuais com menores, e eles tiveram que entrevistar mais de 600 garotas de 11 anos para o papel. É nojento colocar isso em qualquer TV. Coisas assim encorajam pedófilos”, disparou.

A própria Netflix admitiu que sua equipe de marketing interpretou mal a intenção do filme, e fez um pedido público de desculpas nas redes sociais semana passada. A plataforma também atualizou suas imagens promocionais e descrições de Cuties.