The Boys: Eric Kripke entrega ponto fraco do Capitão Pátria

Antony Starr interpreta o Capitão Pátria na série The Boys
Antony Starr interpreta o Capitão Pátria na série The Boys (Imagem: Divulgação)

A segunda temporada de The Boys estreou no Prime Video e levará a luta entre Billy Bruto e Capitão Pátria para outro patamar, contudo, como um humano comum pode derrotar o super herói aparentemente mais poderoso de todos? Ao longo da série, vimos que o personagem de Antony Starr aparenta não ter fraquezas, principalmente físicas, porém, para o shworruner pode haver uma maneira de derrotá-lo.

Em uma entrevista para o Collider, Kripke revelou uma possível fraqueza do herói: seu psicológico. O showrunner disse: “Essa tem sido uma discussão constante na sala de roteiristas. No momento, não existem muitas fraquezas físicas, mas há tantas fraquezas psicológicas que é para isso que nos inclinamos. Antony [Starr] já disse várias vezes, e eu concordo, que o Capitão Pátria é o personagem mais fraco da série. Então nos nunca realmente chegamos a pensar “Como você o derrota fisicamente?”, mas há muitas maneiras de pará-lo psicologicamente”.

A vulnerabilidade do Capitão Pátria em The Boys

Ele acrescentou: “Ele acha sua vulnerabilidade humana tão odiosa, ele odeia essa parte dele e tenta diminui-la, e ainda assim ela ainda é parte do que ele é. Então ele odeia essa parte dele que não pode controlar, então isso meio que o leva a um ninho de cobra de psicoses. No momento, essa é a fraqueza atual dele”.

E por falar em heróis superpoderosos, a segunda temporada nos apresentou Tempesta, interpretada por Aya Cash, e ela parece ser tão forte quanto o líder dos Sete. Em uma entrevista para a Variety, Eric Kripke comentou sobre o motivo dela ser um problema para o Capitão Pátria.

Kripke declarou: “Essa é a pior coisa que poderia acontecer ao Capitão Pátria porque ele é tão inseguro e ser ameaçado por uma mulher, especialmente. Então, o que era realmente importante era que precisávamos de uma atriz que pudesse ir de igual para igual com o Capitão Pátria e fazê-lo piscar. E Aya simplesmente tinha uma inteligência formidável e um talento – apenas vimos em sua energia e sabíamos que ela seria forte o suficiente para enfrentá-lo”.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.