The Walking Dead sem Rick, Carl e Michonne: produtora imagina novas possibilidades

The Walking Dead (Imagem: Divulgação)

A 10ª temporada de The Walking Dead, a última em que a personagem Michonne, vivida pela atriz Danai Gurira, estará presente, estreou o seu primeiro episódio no último dia 6 deste mês. É um momento marcante para os fãs da produção, que em breve marca uma nova fase em sua história, fincando sem os personagens centrais da HQ de Robert Kirkman.

Rick, interpretado por Andrew Lincoln, e Carl, papel de Chandler Riggs, já deixaram a série. Logo a trama perderá Michonne, personagem forte e repleta de fãs. É um momento interessante e que promete alguns questionamentos.

No entanto, para Denise Huth, produtora da série, a ausência de personagens

tão queridos é encarada como um momento de mudança. “Estes são três personagens imensamente importantes da HQ que basicamente tiveram um fim. Então sem estes três personagens icônicos, existe uma mudança em como os roteiristas lidam com a história, olhando para quais histórias podemos contar que podemos adaptar para personagens diferentes. Como podemos desenvolver a história da HQ fazendo sentido com os personagens importantes que temos aqui”, disse a produtora para o Metro, como conta o ComicBook.

Para ela, que também diz sentir falta dos personagens, as possibilidades da história mudam. “É estranho pensar que eles não estarão aqui o tempo inteiro. Mas é também animador porque abre portas em termos de histórias e acho que toda vez que nós ajustamos a história e desenvolvemos ela, é curioso para os fãs”, diz.

“Os quadrinhos sempre existem como os quadrinhos, essa história nunca muda”, falou Huth. “Está sempre lá para voltar e ser relido e apreciado, por isso nos dá liberdade e flexibilidade com o programa para surpreender o público e talvez fazer um personagem diferente de uma maneira diferente, porque podemos contar uma história dos quadrinhos aos olhos de outras pessoas. É sempre muito legal de fazer”, conta a produtora abrindo as possibilidades para tramas futuras, aumentando um pouco a curiosidade.

A trama da nova temporada se passa alguns meses após os acontecimentos do fim da 9ª temporada. E ainda vale lembrar que a 11ª temporada de The Walking Dead já está confirmada. No Brasil a série pelo streaming Fox App e pelos canais pagos Fox e Fox Premium 2.

Apesar de uma ótima avaliação da crítica especializada, o primeiro episódio da nova temporada teve a pior audiência se comparado a outras estreias das nove temporadas passadas. Não é um número muito interessante, mesmo assim para a crítica a qualidade se mantem. A estreia teve uma aprovação de 92% no Rotten Tomatoes, com base em 25 críticas.

“Daryl e Carol conseguem a melhor cena do episódio, tendo uma conversa de brincadeira, mas não muito, sobre fugir juntos para o Novo México. Esse dois têm o relacionamento mais vivido no programa, e ele brilha aqui”, fala Jeff Stone, do indieWire.

“A ação no episódio é tão boa, e há uma cena particularmente boa em que Carol corta a garganta do zumbi e espalha o sangue em outro zumbi que está pegando fogo. Quero dizer, vamos lá”, anuncia Kellen Beck, do Mashable.

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.

bostancı escort