Henry Cavill em “The Witcher” (Divulgação)

Os que esperam que o personagem Geralt de Rivia, interpretado por Henry Cavill, enfrentará um grande vilão na adaptação de The Witcher para a Netflix ficarão decepcionados. Em nova entrevista, o showrunner Lauren S. Hissrich explica que esse não será o caso.

Já é sabido que a série terá inspiração nos livros ao invés dos games, e Hissrich afirmou à revista Entertainment Weekly que a produção irá explorar novos elementos. “Não é nenhum segredo. Realmente não há um grande vilão. Uma das coisas que gostamos de explorar são os tons de cinza existentes nos livros. Os personagens pelos quais você estava torcendo no início podem não ser os mesmos pelos quais você irá torcer no fim. E outros que você odeia e aparentam serem absolutamente maus, na verdade são motivados por razões humanas e emocionais“, explicou. E ainda: “Eu acho que o público vai acabar desenvolvendo simpatia por personagens que eles não esperavam.” Vale lembrar que mesmo que Geralt não tenha um arqui-inimigo, o caçador solitário ainda enfrentará várias dificuldades e ameaças ao longo do caminho, seja em forma humana ou criaturas sobrenaturais.

Controvérsias

A série tem sido alvo de algumas comparações com Game of Thrones, e o assunto foi levantado na entrevista, especialmente com relação à violência e outros tipos de conteúdo que podem influenciar sua classificação etária. Hissrich, no entanto, respondeu que a produção é “bastante adulta” nos temas que aborda, e que qualquer tipo de conteúdo explícito ou gráfico terá um propósito específico e não será usado apenas para chocar o público. The Witcher terá 8 episódios e estreia ainda essa ano.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui