Todd Phillips compartilha foto de bastidor de icônica cena de Coringa

Cena de Coringa (Reprodução / DC)
Cena de Coringa (Reprodução / DC)

Há quase um ano, o filme Coringa foi elogiado por fãs e críticos por seu comentário social afiado e sua abordagem inovadora sobre a história de origem do Palhaço Príncipe do Crime. Durante sua passagem pelas salas de cinema, o filme dirigido por Todd Phillips ganhou mais de um bilhão de dólares nas bilheterias, um feito notável para um filme de quadrinhos classificado como para adultos. Logo após sua exibição nas telonas, Joaquin Phoenix conseguiu o Oscar de Melhor Ator, a segunda vitória do personagem após a atuação de Heath Ledger em O Cavaleiro das Trevas.

Até hoje, Todd Phillips e o Coringa de Joaquin Phoenix continuam sendo um marco cultural, tanto na maneira como vemos a saúde mental na era moderna quanto na evolução rápida dos filmes de quadrinhos. Para comemorar o legado do filme, Phillips foi ao Instagram compartilhar uma imagem de Phoenix vestido como Coringa na famosa cena da escada. A escadaria existe na vida real e fica em Nova York, e agora é constantemente visitada por vários fãs do longa metragem.

Relembre a cena:

Confira abaixo o que a crítica disse sobre Coringa:

“Se há uma diferença significativa entre performar e atuar, Joaquin Phoenix certamente exemplifica o primeiro aqui, contorcendo-se assustadoramente como o palhaço príncipe do crime na oportuna e tóxica visão de Todd Phillips sobre o Making of a Murdering Madman” – Matthew Lickona, San Diego Reader.

“Enquanto exerce forte influência de filmes anteriores de Scorsese, Coringa apresenta uma ótima performance de Phoenix e mostra que os filmes mais sombrios dos quadrinhos continuam a ter um lugar no reino da família” – Murjani Rawls, Deadscreen.

“Phillips e Phoenix entregam uma nova e emocionante e nova abordagem a um personagem antigo, um estudo sobre o nascimento do supervilão com um vigor perturbador” – Zehra Phelan, Flavourmag.

“Coringa é sombrio, denso, violento e monstruoso. Uma descida ao Hades que é diferente de tudo que vimos na tela, inspirada em uma história em quadrinhos” – Luis Bond, A Simple Vista