Tom Hanks faz revelações chocantes sobre o que enfrentou com coronavírus

Rita Wilson e Tom Hanks
Rita Wilson e Tom Hanks (Divulgação)

Tom Hanks e sua esposa, Rita Wilson forma umas das primeiras celebridades do mundo a darem sintomas de COVID-19, e falarem sobre isso publicamente. O casal foi testado como positivo, e se recuperou após algumas semanas em tratamento. Mas o astro de Hollywood parece não ter esquecido todas as dores que sentiu e tudo o que a ‘gripezinha’ lhe causou. Ele foi um dos convidados do The Late Show nesta terça-feira, 14 de julho, e falou com o apresentador Stephen Colbert sobre a situação.

“Não tínhamos ideia de como ou onde poderia ter acontecido”, disse ele que foi testado positivo depois de viajar dos Estados Unidos para a Austrália onde fazia pré-produção para um filme baseado na vida de Elvis Presley. Segundo ele, a esposa teve perda de olfato e paladar, além de dores e febre alta, assim como ele próprio que durante o período de internação tinha sua temperatura, e níveis de oxigênio, medidos o tempo inteiro.

“Demorou 8 o 9 dias para eu deixar de sentir os sintomas, mas meus ossos doíam, pareciam que eram feitos de biscoito, molhados com refrigerante. Era uma dor e um cansaço horríveis”, disse Hanks, que passou a ler incansavelmente sobre o assunto, e disse que honestamente não sabe quais são as chances de as pessoas desenvolverem o vírus novamente.

Questionado sobre como se sente quando vê pessoas sem máscara, Hanks respondeu que usar uma cobertura no rosto é literalmente o mínimo que se pode fazer. Ele veste uma bandana de pano, lava as mãos e tenta ficar a um metro e meio de distância de outras pessoas, de acordo com seus relatos.

Quanto à produtividade em quarentena, Colbert brincou dizendo que conseguiu, mas não está melhorando – perguntando ao ator o que ele fez ou aprendeu durante esse período. Hanks disse que não chegou a aprender algo difícil como o português, mas tentou algumas receitas instantâneas de maconha, e também desistiu de pão, açúcar e álcool por um período de duas semanas.