Vai acabar? Diretor da BBC fala sobre queda brusca na audiência de Doctor Who

Piers Wenger
Piers Wenger (Reprodução)

Sucesso de popularidade e de comentários na internet nem sempre significam sucesso comercial ou de público, e isso está acontecendo atualmente com a série Doctor Who, que tem Jodie Whittaker como protagonista desde 2018. Desde a entrada dela, nunca uma mulher havia assumido este posto. Mas se sua estreia que começou com a audiência mais alta da atração até então, agora ela despencou de vez figurando entre as baixas de todos os tempos. Mesmo o especial de ano novo do ano passado, não conteve a fuga de telespectadores.

Com isso, Piers Wenger, diretor e controlador do programa da BBC foi questionado durante sua participação em um evento da emissora nesta segunda-feira, 24 de fevereiro, se não seria a hora de colocar a série para ‘descansar’. Mas Wenger, não só respondeu negativamente como saiu em defesa da atração, que ele mesmo produziu no período de 2009 a 2011.

“Eu trabalhei no  Doctor Who e o produzi por muitos anos e posso dizer honestamente que não acho que tenha tido melhor saúde editorialmente do que agora. Os valores de produção nunca foram melhores. Também não é apenas financiado pela BBC, é financiado por muitos parceiros internacionais”, explicou sobre não ser uma decisão somente da emissora, acabar com a atração. Ele ainda ressaltou a importância do show na cultura pop, e por ser um programa que ainda consegue reunir toda a família.

“É um programa incrivelmente importante para o público jovem, ainda é assistido por famílias em um mundo onde há menos programas que têm o poder de fazer isso. Será sempre um show importante para nós e estamos muito longe de querer descansar”, continuou ele afirmando que a série não entrará em hiato sem data para voltar como chegou a se especular. Mesmo sem grande audiência em solo britânico, Doctor Who continua sendo a série mais lucrativa para a BBC internacionalmente.

bostancı escort