Val Kilmer cria teoria BIZARRA para explicar popularidade do Batman

Val Kilmer
Val Kilmer (Reprodução)

Interpretar Batman para muitos atores é um grande desafio, que o diga Val Kilmer, que interpretou o personagem clássico da DC Comics nos anos 90. Ele viveu Bruce em Batman Eternamente, de 1995, e em nova entrevista ao The New York Times, revelou algo um tanto incomum: acredita que o personagem não exista de verdade.

Na publicação, ele contou que Warren Buffet apareceu nos sets de filmagem do longa com seus netos, para mostrar a eles como tudo funcionava inclusive conhecer Kilmer e outros atores, mas as crianças, ficaram tão encantadas com os acessórios e roupas do personagem que praticamente o ignoraram.

Com isso, o ator passou a acreditar que o Homem Morcego não deveria ser visto como uma pessoal real. “É por isso que é tão fácil ter cinco ou seis Batman. Não e sobre o Batman, Não há Batman, ele não existe de verdade”, disparou durante a entrevista, que completou dizendo que seu tempo como o personagem era uma tortura, pois segundo ele, aquilo era apenas um manequim em que os fãs projetavam algo, e não um personagem dinâmico, que permitisse ao ator ter uma construção real para se apoiar.

Na época do lançamento do filme, o desempenho de Val Kilmer foi extremamente criticado, e ele foi considerado cru, seco e sem carisma, com alguns artigos o chamando de “aceitável” nas melhores avaliações. Tiveram ainda problemas nos sets de filmagens, em que diziam que Kilmer era rude com os colegas e fazia exigências insanas para os produtores, e com grande agressividade até mesmo com uma mulher, motivo pelo qual ele chegou a responder processo, embora tenha dito em juízo que ela o atacou.

Atualmente o ator, que está fora dos holofotes após se dedicar ao tratamento de um câncer na garganta (que ele afirma ser outro tipo de problema), que alterou suas cordas vocais e mexeu bastante com sua aparência física.