Veja o trailer de Love, Victor, série polêmica que foi banida do Disney+

Com Amor, Victor
Com Amor, Victor (Divulgação)

Alvo de polêmica no início do ano, a série Com Amor, Victor (Love, Victor), ganhou um trailer nesta terça-feira, 26 de maio, e mostrou que está intimamente conectada com seu material de origem, o filme Com Amor, Simon, lançado em 2018.

O programa deve estrear no dia 19 de junho como forma de comemorar o mês do orgulho LGBT, e mostra a vida de Victor (Michael Cimino), o novo aluno da Creekwood High School – a mesma escola que aparece no filme. Nas imagens, Victor que está em processo de auto conhecimento e aceitação da sua sexualidade narra uma carta direcionada, a Simon, o protagonista do filme vivido por Nick Robinson.

O programa foi originalmente desenvolvido para ser uma das atrações da Disney Plus, mas mudou-se para o Hulu, por apresentar temas adultos como exploração sexual, problemas conjugais dos pais, uso de álcool, entre outros problemas que também remetem ao filme. Na época do anúncio da mudança, uma grande confusão aconteceu sobretudo na internet.

A Disney é conhecida mundialmente por seu comportamento conservador e tradicionalista, fazendo respingar sua cultura sobretudo em seus astros, como já reclamaram algumas estrelas como Miley Cirus, e Demi Lovato. O streaming se auto denomina voltado para toda a família, e faz questão de colocar no catálogo apenas séries e filmes que atendam à classificação abaixo de 13 anos.

Com isso, os executivos da Disney também acreditavam que Love, Victor se encaixaria melhor com outros programas voltados para o público LGBT de classificação adulta no Hulu, como Looking for Alaska, PEN15 e Freeform’s Grown-ish, que são transmitidos nessa plataforma. Mas essa mudança de uma plataforma para outra não é uma grande novidade.

Antes de Love, Victor, a série High Fidelity que também iria para o Disney Plus, foi direto para o Hulu. Diretor do filme, o roteirista Greg Berlanti, não está envolvido na produção da série, que é realizada pela Fox TV, enquanto ele tem contrato de exclusividade com a Warner Bros. TV.