Jason Dohring e Kristen Bell em”Veronica Mars”. (Hulu/Divulgação)

Quando foi anunciado que Kristen Bell estaria de volta no reboot de Veronica Mars, os fãs comemoraram. O público estava mais do que ansioso para retornar à cidade de Neptune e acompanhar a detetive, agora adulta, enquanto desvenda novos mistérios. A finale surpreendeu a todos, mas não de forma positiva. O showrunner Rob Thomas explicou o porquê das decisões. O texto a seguir contém spoilers do último episódio.

Recheado de reviravoltas, vemos Veronica correndo contra o tempo para impedir mais atentados à bomba na cidade, e quase sendo deixada no altar por Logan (Jason Dohring), mas isso não acontece e o casamento prossegue normalmente. A surpresa vem nos minutos finais, quando ao chegar em casa, a detetive junta a última peça do quebra-cabeças apenas para descobrir que uma última bomba foi plantada no carro do seu novo marido, que explode, matando-o. Um ano depois, vemos Veronica deprimida, deixando Neptune aparentemente para sempre. “Estou com muito medo“, comentou o showrunner sobre a reação do público. “Para a série que eu gostaria de fazer no futuro, estive relutante em continuar fazendo a mesma coisa em Neptune. Quanto mais eu trabalhava com esses relacionamentos de colégio, mas senti como se tudo não passasse de nostalgia. Como se fosse virar algo triste, como um processo de retorno para continuar sendo aquilo que sempre fomos“, explicou ele.

Futuro

Ainda sem confirmação para uma próxima temporada, Rob espera que a finale seja uma ponte entre o que a série costumava ser e algo diferente, mais obscuro, no estilo noir. “O final feliz dos dois protagonistas geralmente marca o fim do show. Uma detetive forte e seu marido de volta à Neptune não parecia o tipo de série que poderia continuar se mantendo“, finalizou.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui