Vikings teve cena de sexo cortada a pedido dos atores

Amy Bailey, como Kwenthrith em Vikings (Reprodução / History)
Amy Bailey, como Kwenthrith em Vikings (Reprodução / History)


Em certo tipos de séries, principalmente as com tom mais adulto e pesado cenas de sexo são comuns, contudo, nem sempre são necessárias. Em uma entrevista para o canal do YouTube Beauty is Eternal, a atriz Amy Bailey, que interpretou a Kwenthrith em Vikings, revelou que ela e o ator Travis Fimmel, que interpreta Ragnar, decidiram remover uma cena de sexo.

“Houve uma cena de sexo, mas Travis e eu os convencemos a cortá-la porque pensamos que seria mais interessante, pois as pessoas não sabem se Magnus é ou não filho de Ragnar”, disse Amy Bailey. Ela acrescentou: “Foi uma coisa interessante, então originalmente tínhamos cenas de sexo e pensávamos: vamos tornar as coisas mais misteriosas”.

Bailey ainda comentou sobre o desconforto que gera fazer cenas de sexo: “Ninguém quer fazer cenas de sexo. É sempre estranho, não é nojento nem nada, mas nenhum ator quer isso. Quando alguém é seu amigo, não é sexy, nem um pouco”.

Vikings é um drama histórico do History Channel. O seriado estreou em 2013 e já conta com seis temporadas. O enredo segue os famosos navegadores nórdicos descobrindo novas terras, travando batalhas e conhecendo diversas culturas que colocam em questionamento as suas próprias. O elenco conta com Katheryn Winnick, Alexander Ludwig, Alex Høgh Andersen, e Gustaf Skarsgård.

No IMDb, o seriado conseguiu a nota 8,5 / 10, enquanto no Rotten Tomatoes tem 93% de aprovação da crítica e 89% de aprovação do público. Leia abaixo outras avaliações sobre a série:

“Por todo o valor histórico dos vikings, nunca falta ação, aventura, romance, intriga e suspense ao programa, tornando-o um extraordinariamente agradável de assistir” – Emily Ashby, Common Sense Media.

“Atualmente, existem dramas mais ambiciosos na televisão, mas poucos são tão consistentes quanto o prometido Vikings” – Alan Sepinwall, HitFix.

“Vikings é mais um exemplo épico do que as quatro grandes redes de transmissão não estão mais fazendo. Agora cabe a outras pessoas fazer viagens cativantes e com dinheiro na tela para outros momentos e lugares” – Ed Bark, Uncle Barky.