Vingadores: Ultimato, e o primeiro personagem abertamente gay do MCU

Além de quebrar vários recordes do cinema, Vingadores: Ultimato também entra para a história por apresentar o primeiro personagem abertamente gay do Marvel Cinematic Universe.

Essa informação não é relevante para a trama, e a cena em si apareceu nos trailers. O detalhe atua mais como um easter egg dentro do próprio universo da Marvel nos cinemas. Bem sabemos que existem outros personagens homossexuais no MCU, mas o primeiro que deixa isso bem claro apareceu nesse filme.

 

 

“Como cineastas de uma franquia de massa, estamos dizendo: apoiamos vocês”

 

Na primeira parte de Vingadores: Ultimato, temos vários personagens anônimos reunidos com o Capitão América (Chris Evans) conversando em um grupo de ajuda, na tentativa de seguir adiante com a dor das perdas resultantes pelo estalo de Thanos (Josh Brolin). Aqui, temos uma participação de um dos diretores do filme, Joe Russo, que é quem dá vida ao primeiro personagem abertamente homossexual da Marvel.

E aqui está a explicação dele:

“A representação é algo realmente importante. Queríamos um personagem gay em algum momento. Sentíamos que era importante que um de nós o interpretasse, para garantir a integridade e mostrar que é muito importante para os cineastas que um de nós está representando isso. É um momento perfeito porque uma das coisas mais emocionantes sobre a caminhada no Universo Marvel é a sua preocupação com a diversidade.

Queríamos que fosse algo casual, conectando o fato que o personagem é gay dentro do tecido da narrativa e representar o que é a vida cotidiana. Tentamos representar todo mundo no seu dia a dia. Esses são filmes globais que alcançam muitas pessoas. São importantes para muita gente, e todo mundo tem o direito de ver-se refletidos na tela e identificados em algum momento. Como cineastas de uma franquia de massa, estamos dizendo: apoiamos vocês.”

 

Anthony Russo respalda as palavras do seu irmão, e completa:

“Nós constatamos isso inclusive em países onde a homossexualidade não é tão livre como aqui. É, de fato, um dos elementos desses filmes que eu acredito que ressoam em locais onde esse tema é algo desafiador para todo o mundo.”

 

Não é surpreendente ver Joe Russo se sentir tão orgulhoso dessa decisão, mas seria ainda mais importante apresentar um herói gay com certa relevância na trama, e não um personagem anônimo com segundos de tela. Afinal de contas, os fãs se identificam mesmo com os Vingadores.

De qualquer forma, é um primeiro passo. É uma porta aberta. E o futuro nesse aspecto é promissor. Se vamos ver no futuro um herói gay no MCU, vamos nos lembrar desse filme como a semente plantada para isso.

 

 

As outras participações de Joe Russo no MCU

 

É a quarta participação especial de Joe Russo nos seus filmes para o MCU, apesar de nos créditos ele ser mencionado com o pseudônimo Gozie Agbo. Ele apareceu em Capitão América: O Soldado Invernal como Dr. Fine, em Capitão América: Guerra Civil como o Dr. Broussard e em Vingadores: Guerra Infinita, como o fotógrafo Bert, mas só aparecendo no fundo de um plano, pois a sua cena foi eliminada do corte final do filme.

 

 

Via Deadline

bostancı escort