Viola Davis surpreende e conta qual foi a personagem que mais mudou sua vida

Viola Davis

Viola Davis foi uma das homenageadas no segundo prêmio de TV da African American Film Critics Association, no último sábado, 22 de agosto, e acabou falando sobre seu destaque na série How To Get Away Whit Murder, que chegou em sua última temporada neste ano. “Estou realmente grata pela experiência… por criar um personagem que significou muito para tantas pessoas, mas especialmente meu povo… porque estou tentando o melhor de minha capacidade para honrar nossa comunidade, nossa humanidade e nossa beleza através deste personagem (…) Este foi o ponto alto da minha vida ”, disse ela sobre Annelise Keating, a professora universitária especialista em crimes.

A série também é um orgulho para Viola por outro motivo. Ela foi a primeira mulher negra a ganhar um Emmy, por sua atuação no drama comandado por Shonda Rhimes. “Minha produtora é meu protesto. Eu não usando peruca no Oscar 2012 foi meu protesto. É uma parte da minha voz, assim como me apresentar a você e dizer: ‘olá, meu nome é Viola Davis'”, disparou em uma entrevista para a Vanity Fair, a mesma em que disse ter um grande arrependimento na carreira, ter atuado em Histórias Cruzadas, filme de 2011, que apesar de contar com três empregadas negras, tem um enredo do ponto de vista de um homem branco.

“Poucas narrativas investem na nossa humanidade. Eles investiram na ideia do que significa ser negro, mas está atendendo ao público branco. Uma parte de mim que sente como se tivesse me traído e ao meu povo por fazer um filme criado na fossa do racismo sistêmico. […] Quando eu era mais jovem, não usava minha voz porque não me sentia digna de ter uma voz”, disse ela sobre ter superados seus limites apesar de uma infância pobre e sem grandes expectativas.