Viúva Negra: filme solo da espiã russa tem imagens liberadas

Viúva Negra (Andy Park / Marvel)
Viúva Negra (Andy Park / Marvel)

A Total Film divulgou três novas imagens de Viúva Negra, filme que marcará a estreia da quarta fase do Universo Cinematográfico da Marvel. O longa metragem está previsto para ser lançado em 6 de novembro nos Estados Unidos, e até o momento esta data não foi modificada novamente por conta da pandemia. Nas fotos divulgadas vemos Scarlett Johansson como Natasha Romanoff, Florence Pugh como Yelena Belova e o vilão do filme conhecido como Treinador. Veja abaixo:

Viúva Negra (Divulgação / Marvel e Disney)
Viúva Negra (Divulgação / Marvel e Disney)
Viúva Negra (Divulgação / Marvel e Disney)
Viúva Negra (Divulgação / Marvel e Disney)
Viúva Negra (Divulgação / Marvel e Disney)
Viúva Negra (Divulgação / Marvel e Disney)

Viúva Negra retratará uma história passada da famosa espiã Russa, já que ela se sacrificou para conseguir a Joia da Alma em Vingadores: Ultimato. Um das primeiras informações sobre o filme, foi dito que o longa metragem contaria a história de origem da de Romanoff, pouco antes dela se juntar a S.H.I.E.L.D., contudo, alguns sites relatam que é uma históra que se passa entre os filmes Capitão América: Guerra Civil e Vingadores: Guerra Infinita.

A direção fica por conta de Cate Shortland. Além dos nomes já citados, o elenco inclui Rachel Weisz, David Harbour, Yolanda Lynes, Oliver Richters, O. T. Fagbenle e William Hurt.

Viúva Negra lida com questões feministas

Em uma recente entrevista para a Empire, Scarlett Johansson comentou sobre como Viúva Negra retrata os movimentos feministas e reflete o movimento Me Too, que procura dar apoio a mulheres vítimas de abuso e assédio, assim como ajudar nas denúncias dos casos.

Johansson disse: “Acho que este filme, em particular, reflete muito o que está acontecendo em relação aos movimentos Time’s Up e #MeToo. Seria uma grande falta se não abordássemos essas coisas se este filme não levasse isso de frente. Acho que, especialmente para Cate, foi muito importante para ela fazer um filme sobre mulheres que estão ajudando outras pessoas mulheres, que tiram outras mulheres de uma situação muito difícil. Alguém me perguntou se Natasha era feminista. Claro, ela é, é óbvio. É uma pergunta meio estúpida”.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.