Você sabia que Tony Stark já forjou a própria morte pra driblar acusação?

Tony Stark fingindo a própria morte (Reprodução)

Se em Vingadores: Ultimato os fãs ficaram em choque e um tanto abalados com a morte de Tony Stark, nos quadrinhos o Homem de Ferro já fingiu a própria morte de forma bem calculista e convincente. Tudo começou quando o herói que estava na Rússia para impedir as ações de dois vilões que também usavam armadura: Homem Titânio e Crimson Dynamo.

Durante a luta, sem querer, o Homem de Ferro, aquece a temperatura do Homem Titânio, fazendo com que o traje fique muito quente, e se queime, queimando também por dentro e matando o vilão. Mesmo sendo um acidente, o governo dos Estados Unidos, que já queria enquadrar o herói, avisa que ele será condenado por ter causado a morte de um cidadão, passando ser considerado um criminoso.

Tony então decide armar a própria morte, e quando procurado pela justiça decide se infiltrar numa luta que não era dele. Durante a batalha, Jack Taggert usa seu poder de fogo contra o herói, que pula do helicóptero e explode logo em seguida com vários destroços caindo. Ele havia adicionado uma quantidade enorme de sangue dentro da armadura que seria explodida, e que não era a que ele estava vestindo.

A edição seguinte da revistinha começa com o governo anunciando a morte de Tony, que teoricamente teria falecido em batalha, e o próprio fica pensativo se deve ou não se aposentar de vez de Homem de Ferro. Nisso, ele constrói um outro traje com novos recursos, incluindo uma fonte de alimentação de partículas beta e modos experimentais de ataque e defesa. Tony usa o traje do ‘novo Homem de Ferro’ para derrotar o Poder de Fogo.

Com o surgimento de heróis e vilões blindados em todo o mundo, Stark viu a chance de reescrever a percepção pública sobre ele depois de matar acidentalmente o Homem Titânio. Muitos fãs dos quadrinhos acreditam que ele não tinha necessidade de fingir a própria morte.

 

Comentários