Warner Bros. cria ‘disque-denúncia’ para que protocolos de segurança sejam cumpridos

Parte do traje do Batman de Robert Pattinson em vídeo teste (Imagem: Divulgação)

Depois que as paralisações tomaram conta do setor cinematográfico por causa da pandemia do novo coronavírus, as operações de vários filmes estão voltando ao trabalho lentamente, principalmente no Reino Unido, que já conta com regras rígidas para evitar o espalhamento do vírus devido às grandes equipes dos filmes. Mas esses protocolos devem ser seguidos, e por garantia, a Warner Bros. resolveu criar um sistema de denúncia, para quando seus filmes, The Batman e Animais Fantásticos 3 voltarem a ser filmados.

De acordo com o site Deadline, o estúdio quer evitar que profissionais envolvidos em suas produções, descumpram as ordens dos órgãos de saúde, e criou o serviço de denúncia anônima na Europa que permitirá ao elenco e à equipe alertar a alta administração caso testemunhem más práticas em relação às medidas de segurança contra o coronavírus.

Segundo a matéria, Kevin Trehy, vice-presidente executivo de produção física da Warner Bros. deu detalhes das medidas em um painel da indústria organizado pelo sindicato britânico Bectu na semana passada. Não está claro exatamente como a ferramenta funcionará, mas deve ser uma maneira de incentivar as pessoas no set a ter boas práticas no que diz respeito ao protocolo de segurança contra coronavírus, com Trehy observando que a Warner Bros. é sua “força policial mais rigorosa” quando trata dos protocolos.

“Ninguém sabe como é a programação no novo normal”, disse Trehy, acrescentando que seriam necessários períodos mais longos de pré-produção e preparação e que as produções precisariam ser capazes de se movimentar caso as coisas não funcionassem, já que segundo ele, a flexibilidade é fundamental para garantir os cronogramas de filmagem.

Tanto The Batman como Animais Fantásticos 3 estavam sendo filmados quando foram interrompidos em março desde ano. A imprensa americana tem noticiado que o filme do herói mascarado interpretado por Robert Pattinson terá uma grande mudança a partir de agora, e priorizará o trabalho em estúdio a partir de setembro, para garantir que a visão do diretor Matt Reeves seja respeitada, já que ele pretende ser literal aos quadrinhos mais sombrios do personagem.