Warner Bros. toma decisão drástica a respeito do lançamento de Tenet

Elenco de Tenet (Imagem: Entertainment Weekly)

O filme Tenet, de Christopher Nolan estava sendo amplamente aguardado como o primeiro lançamento cinematográfico num mundo pós COVID-19, mas as coisas não parecem que vão acontecer de forma tão fácil. Programado para o início de julho, o longa teve sua estreia adiada conforme comunicado da Warner Bros., estúdio por trás da produção nesta sexta-feira, 26 de junho.

Já é o segundo adiamento do filme em pouco tempo. Há duas semanas, ele também foi removido de 17 a 31 de julho, e agora sua data de estreia pulou para 12 de agosto.

“A Warner Bros. está comprometida em levar Tenet ao público nos cinemas, na tela grande, quando os expositores estiverem prontos e as autoridades de saúde pública disserem que é hora”, disse um porta-voz do estúdio em comunicado. “Nesse momento, o que precisamos ser é flexível, e não estamos tratando isso como um lançamento de filme tradicional. Estamos optando por abrir o filme no meio da semana para permitir que o público descubra o filme em seu próprio tempo, e planejamos jogar por mais tempo, por um longo período de exibição além da norma, para desenvolver uma estratégia de lançamento muito diferente e bem-sucedida”, explicou.

Em abril, CEOs de grandes empresas como Disney e Cinemark afirmaram que a abertura dos cinemas seria possível no início de julho, e que o público estaria ávido por se reunir novamente nesses espaços após meses de reclusão, como uma espécie de demanda reprimida, algo que definitivamente não está acontecendo. A Warner até então estava mantendo uma postura confiante sobre a data de estreia em julho, e até mostrando-se corajosa, mas após o segundo adiamento, o que parece é que nenhum grande estúdio está disposto a admitir que a situação em relação à pandemia é algo que foge de seu controle.

Enquanto isso, Tenet continuará servindo de teste para toda a indústria. Caso o filme fracasse nas bilheterias, é possível conforme disse um especialista em filmes para o The New York Times, que todos os demais estúdios cancelem seus lançamentos até o final do ano. Em um vídeo pré-gravado para os membros do CineEurope este mês, Nolan chamou Tenet de um filme em toda a sua filmografia que é “o mais projetado para a experiência do público, a experiência de tela grande”. O diretor acrescentou que John David Washington “apresenta a performance mais extraordinária e icônica” como protagonista. É aguardar para ver.