Winona Ryder é impedida de testemunhar a favor de Johnny Depp; entenda

Johnny Depp e Winona Ryder em Edward Mãos de Tesoura
Johnny Depp e Winona Ryder em Edward Mãos de Tesoura (Divulgação/ 20th Century Fox)

As ex-namoradas famosas de Johnny Depp, que já tinham se oferecido para depor no julgamento do ator, não serão mais convocadas pela defende-lo no processo. Ambas iriam ajudar o amigo declarando que não acreditam que ele seja um ‘espancador de mulheres’ como afirmou o jornal britânico The Sun numa matéria, motivo pelo qual o astro de Piratas do Caribe abriu o processo. Em contrapartida, o jornal tenta provar seu argumento se aliando os advogados de Amber Heard, ex-esposa de Depp, que conta com 14 alegações de violência doméstica.

Tanto a atriz Winona Ryder, quanto a cantora Vanessa Paradis estavam previstas para testemunharem através de um vídeolink nesta quinta-feira, 16 de julho, afirmando que Depp jamais foi violento com elas, o que Winona já havia dito em comunicado escrito, mas o caso atrasou – e a equipe jurídica do ator chegou à conclusão de que envolver outras pessoas não seria producente, já que a estrela de Aquaman está acusando-o de espancar apenas ela, e não suas companheiras anteriores.

“Não há necessidade de reagendar essas testemunhas, por mais que tenha sido um prazer tê-las aqui”, disse David Sherborne, advogado de Depp, ao High Court de Londres no início desta quinta-feira. As duas já tinham enviado declarações sobre o caso. Depp e Ryder, que estrelaram juntos Edward Mãos de Tesoura, e eram um dos casais mais quentes de Hollywood no início dos anos 90.

Ryder chamou de “um dos relacionamentos mais significativos da minha vida” em sua declaração ao tribunal. Depp inclusive tinha uma tatuagem no braço escrita Winona Forever, que ele mudou para Wino Forever depois que o namoro acabou, o que claro se transformou num novo problema, já que Amber Heard o acusou de tê-la agredido certa vez depois que ela zombou da tatuagem, o que ele nega.

Winona disse que ficou “absolutamente chocada, confusa e chateada” quando soube das alegações de Heard contra Depp porque eram “muito diferentes” da pessoa que ela conheceu. “A ideia de que ele é uma pessoa incrivelmente violenta é a coisa mais distante do Johnny que eu conheci e amei”, escreveu ela. “Não consigo entender essas acusações. Ele nunca foi, nunca violento comigo. Ele nunca foi, nunca abusou de jeito nenhum de mim ou de qualquer pessoa que eu tenha visto”.