Zack Snyder explica por que fez Superman contrariar a lei básica de todo herói

Henry Cavill como o Superman (Imagem: Divulgação)

Homem de Aço foi bem recebido pelos fãs quando foi lançado em 2013, inclusive arrecadando quase 700 milhões de dólares em bilheteria. Bem recebido pelos fãs e pela crítica, ele mostrou a origem do Superman e serviu como ponto de partida para a expansão do DCEU (Universo Estendido da DC), inclusive contendo diversos easter-eggs.

Um dos aspectos mais discutidos e controversos do longa foi o diretor Zack Snyder ter transformado Clark Kent em um assassino, afinal ele foi contra a regra primordial dos super-heróis, que é não matar, e fez com que o protagonista quebrasse o pescoço de seu rival, o também kriptoniano General Zord.

Snyder, que fez uma espécie de Watch Party para comemorar o aniversário de quatro anos de Batman vs. Superman: A Origem da Justiça, enquanto comentava aspectos do filme, e explicou a decisão sobre o primeiro filme do Superman em sua era.

“Mesmo se entendermos a partir da perspectiva externa que o Super-Homem está salvando o mundo de ser essencialmente transformado em outro planeta, o bem maior está sendo oferecido ali”, começou ele.

“É como uma situação do tipo Ozymandias quando um grande sacrifício é feito para salvar o mundo e eu diria que nem mesmo foi intencional nesse caso. Zod é um cara poderoso. Sugerir que você poderia derrotá-lo sem que ele quase ganhe não é realista, ou o tipo de consequência que eu queria dos meus filmes de super-heróis”, continuou.

Zack Snyder que também continua soltando lentamente alguns detalhes sobre sua versão de Liga da Justiça, falou durante a live que gostaria de ver alguém adaptar para o cinema O Retorno do Cavaleiro das Trevas, minissérie em quadrinhos escrita por Frank Miller e que teve parte de sua ideias usadas por vários cineastas, inclusive ele próprio em Batman vs. Superman.

 

Comentários