BBB 21: Fiuk e Luciana Gimenez já tiveram um caso? Cantor fala sobre momento delicado

Fiuk e Luciana Gimenez
Fiuk e Luciana Gimenez (Foto: Reprodução/Instagram)

Recentemente, no BBB 21, Fiuk revelou aos colegas de confinamento, que já havia se apaixonado pela mãe de um amigo. No entanto, o que ninguém sabia é que esta mulher, na verdade, é a apresentadora Luciana Gimenez, mãe de Lucas Jagger, que é amigo do cantor. A informação foi confirmada por fontes próximas do artista, para a revista Quem. 

No reality, o filho de Fábio Jr. disse que foram anos de convivência com a suposta affair e que o sentimento acabou evoluindo para algo a mais. Sem entrar em muitos detalhes, ele revelou que nunca imaginou se apaixonar pela mãe do colega.

“Foi uma situação complicada”, disse Fiuk em conversa com Juliette, Thaís, Pocah, Lumena, Gil, Rofolffo e Lumena.

Ainda de acordo com a revista, os dois teriam se aproximado em 2018, quando a apresentadora se separou do empresário Marcelo de Carvalho, da Rede TV. Em outubro daquele ano, Luciana, Fiuk e Lucas, foram juntos ao show de Shakira e aparecem abraçados em fotos.

Lucas Jagger, Luciana Gimenez e Fiuk
Lucas Jagger, Luciana Gimenez e Fiuk (Foto: Manuela Scarpa/Brazil News)
Fiuk, Luciana, Shakira e Lucas
Fiuk, Luciana, Shakira e Lucas (Foto: Reprodução/Instagram)

Bullying na infância

Logo no início do BBB 21, Fiuk abriu seu coração e fez um desabafo sobre sua infância. Durante conversa com os colegas de confinamento Projota e Arthur Picoli, o artista revelou que sofreu bullying quando era criança e foi diagnosticado com DDA (Transtorno de Déficit de Atenção).

“Eu tinha muita dificuldade (na escola), muita, muita, muital E eu tinha bronquite asmática que era de fundo emocional”, recordou ele.

Na sequência, o brother comentou que precisou ser internado algumas vezes, por causa de problemas respiratórios.

“Eu sempre sofria muito bullying porque tinha uma época que eu levava tubo de oxigênio para a escola. Os moleques me davam tapa na cabeça e era falta de ar na hora. Fui internado três vezes. Passei à beira de algumas vezes… Foi muito sério”, desabafou.

Fiuk relatou ainda, as dificuldades de conviver com o DDA. Na ocasião, o rapaz agradeceu pelo apoio de sua mãe, Cristina Karthalian, que segundo ele, foi essencial para que ele conseguisse passar por tudo isso.

“Fui crescendo e quis saber o que era isso que eu tenho, fui ficando inquieto. Será que minha cabeça é limitada? Não era uma coisa positiva na escola, os moleques acabavam comigo. Eu não conseguia ser amigo de ninguém. As meninas sempre ficavam com dó, mas até a minha pré-adolescência foi brabo. Quando eu li, conheci o que era DDA”, explicou o ator. “Minha mãe foi muito parceira, se não fosse por ela… Eu chorava sozinho”, agradeceu ele.

Veja mais ›