Ex-BBB Jorginho Doda faz bariátrica e perde 30 kgs

Jorginho Doda
Jorginho Doda (Reprodução/ Instagram)

Jorginho Doda, que ficou conhecido ao participar da temporada 8 do Big Brother Brasil, anunciou que fez uma cirurgia bariátrica. O primo da apresentadora Ana Clara Lima, que tem 31 anos, e mede 1,71m de altura, disse que o procedimento foi feito no dia 31 de julho, e se tratou de um bypass gástrico.

O bypass é um tipo de cirurgia bariátrica que pode levar o paciente a perder até 70% do peso. É feita uma alteração no intestino, e uma redução estomacal, fazendo com que a pessoa consiga comer bem menos, o que leva à perda.

“Decidi fazer o bypass por puro motivo de saúde. Apesar de ser muito difícil ser gordo, tanto física quanto socialmente, sempre busquei me aceitar como era, mas cheguei num estágio em que os meus médicos, através dos exames, identificaram gordura no meu fígado, o que poderia ocasionar uma cirrose não alcoólica. Também estava com uma hipertensão difícil de controlar e minha capacidade respiratória estava reduzida, entre outros problemas que foram gerados pelo fato de estar obeso”, disse o engenheiro de produção ao site da revista Quem.

Jorginho contou que já está colhendo os resultados da cirurgia, já conseguiu eliminar 30 quilos. “Faz três meses que fiz a cirurgia e já estou pesando 93 kg. A partir do quarto mês, entrarei na rotina de exercícios físicos e minha alimentação já não está mais tão restrita, mas ainda não posso comer carne de porco ou ir a um bom japonês”, lamentou ele, já que costumava se alimentar desses ‘proibidos’ frequentemente.

Jordinho Doda
Jordinho Doda (Reprodução/ Instagram)

“E tenho que comer tudo em porções muito pequenas, mas que me deixam muito satisfeito. Minha meta atual é chegar aos 80 kg e manter… contanto que haja a famosa massa magra. Imagino que deva chegar abaixo de 80 kg para crescer até 80 de novo, mas com massa muscular”, continuou ele. “Quero focar nos exercícios para melhorar a minha postura e aumentar a possibilidade de evitar a cirurgia reparadora”.

Doda disse que quando a pandemia começou estava focado em perder peso fazer exercícios em casa, mas não conseguiu emagrecer o quanto gostaria, e decidiu agilizar o processo com a bariátrica. “Eu estava em situação de grande risco de morte a todo momento. Eu só tinha duas opções: morrer de infarto ou algo derivado das complicações de saúde ou morrer na mesa de cirurgia. Mas, além de sobreviver, minha vida, apesar de só fazer três meses desde a operação, mudou muito. Respiro bem e durmo bem melhor, como nunca dormi a vida inteira. E não me canso com facilidade. Apesar de ainda não ter chegado no meu peso ideal, já me sinto uma pessoa normal”.

DEIXE SUA OPINIÃO

comments