Ney Matogrosso relembra relação com Cazuza e diz que já viu OVNIs

Ney Matogrosso, cantor de 80 anos, participou nesta semana, do programa The Noite, com Danilo Gentili. Durante a entrevista, o artista relembrou o início de sua carreira, sua relação com Cazuza, as vezes que já viu OVNIs e outros assuntos relacionados ao seu passado.

Ao comentar sobre o romance que teve com o cantor, que morreu em julho de 1990, aos 32 anos, por um choque séptico causado pela AIDS, Ney Matogrosso contou que esteve ao lado de Cazuza até o final de sua vida.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Ia muito na casa dele, ele sentia muita dor nos pés e eu ficava massageando os pés dele. Um amigo é um amor. Amor e amizade acho que é uma coisa só. Ali tinha sido as duas coisas e era uma só. Ele queria que eu tomasse ‘AZT’ para ficar na mesma onda que ele. Eu dizia ‘Cazuza, não quero ficar nessa onda. Não sabia o que ia acontecer comigo”, disse ele.

Na entrevista, o cantor comentou ainda, que acredita na vida após a morte e relembrou um caso específico.Acredito. Minha família era espírita. Marco, uma pessoa com quem vivi 13 anos, morreu na mesma época que Cazuza… Estava em casa, fazendo minha barba não pensando em nada…”, lembrou.

“De repente comecei a sentir uma coisa estranha acontecendo, que me invadia e tocava meu coração. Quando aquela coisa encostou em mim eu disse ‘é você, marco?’ e aquela coisa ficou um segundo, o meu peito cheio de amor e eu voltei ao normal. Não vou acreditar nisso?! Se eu não vou acreditar nisso sou um débil mental. Eu senti, sabia quem era.”, relatou Ney.

Ney Matogrosso diz que já viu ovni

E não é apenas em espíritos que Ney Matogrosso acredita. O cantor revelou já ter visto OVNIs e garante que não foi apenas uma única vez.

“Já, mais de uma vez. Vi em Brasília. Estava fazendo um show para 80 mil pessoas… Tinha uma bola no céu, prateada, ao entardecer, e dessa bola saía luz vermelha, luz azul… Morava em Brasília e andava a noite inteira olhando para cima… A mulher do (Gilberto) Gil me falou que eles foram nesse lugar em Brasília e ela esteve diante do ‘cara’ (extraterrestre). Eu perguntei como ele era e ela disse que não teve coragem de olhar. Disse ‘‘Drão’, como você vai na frente de seja o que for e não olha para a cara da criatura?!'”, relembrou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Henrique Souza
Mineiro, 26 anos, Graduado em Comunicação Social, Redator e Social Media.
Veja mais ›