Ana Hikari opina sobre relacionamento aberto

No ar na novela ‘Quanto Mais Vida Melhor’, a atriz Ana Hikari comentou sobre a sua personagem na trama, Vanda, que não tem um relacionamento monogâmico. Na história, ela vive um relacionamento poliamoroso com os papéis de Carlos Silberg e André Silberg.

Ao se colocar no lugar da pessoa que interpreta, a artista confessou que compreende totalmente essa forma de amar, e entende que em seu caso é a melhor opção.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“As pessoas têm mandado mensagens dizendo que estão amando essa dinâmica! É realmente muito fofo a relação toda deles. Já vivi e acho que pra mim é o que mais funciona. Já tive relacionamentos monogâmicos, mas hoje entendo que tenho apreço pela minha liberdade de ser quem sou e fazer o que quero”, comentou ao jornal Extra.

Abertamente bissexual, a estrela ainda revelou viver um namoro aberto com Gersínio Neto. “Vivo um relacionamento aberto atualmente, então estou livre para ficar, transar, me relacionar com quem eu quiser, sem deixar de ter muito amor e carinho pela pessoa que eu escolhi”, admitiu.

Descoberta

No último ano, Ana Hikari contou ter percebido que é bissexual aos 19 anos. Em conversa ao podcast ‘Prazer, Renata’, ela ainda disse que isso mostra que o mundo evoluiu, apesar de ainda existir muito preconceito e tabus que não deveriam.

“Só entendi que poderia me assumir como bissexual depois dos 19 anos, e isso tem a ver com a maneira como o mundo evoluiu… (…) Eu tenho amigas que eu tenho certeza que eu teria tido alguma relação romântica com elas. A minha melhor amiga, dos 13 aos 14 anos, que é uma idade que a gente começa a se relacionar. Eu já tinha beijado na boca de menino. Mas, com 13, 14 anos, a minha melhor amiga, eu era apaixonadíssima por ela e isso nunca foi falado. Inclusive, eu acho que até hoje ela não sabe”, comentou ela, que disse sempre ter sentido atração por meninos e meninas.

“Eu sempre senti isso. Eu não uso a palavra assumir, porque eu nunca precisei assumir alguma coisa, porque eu sempre soube o que eu era. Eu sempre senti. A única coisa que eu senti foi que eu pude falar publicamente sobre isso”, contou.

Nunca foi mistério

Por fim, Ana destacou que diferente de alguns artistas, nunca fez questão de criar um grande mistério envolvendo a sua bissexualidade. Ela ainda contou que os seus fãs entenderam aos poucos o seu estilo de vida e a forma de amar o próximo.

“Na minha vida pessoal, nunca foi um mistério. Sempre falei muito abertamente com meus amigos sobre isso, e acho que minha decisão de falar publicamente veio de uns tempos pra cá. Na verdade, ontem não foi a primeira vez. Já tinha postado. Aos poucos, meu público já tinha entendido. Ontem, fiquei mais à vontade pra falar”, dissertou ela.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›