Anitta debocha de apoiadores de Bolsonaro após sofrer ataque na web

Anitta (Foto: Reprodução/Instagram)
Anitta (Foto: Reprodução/Instagram)

Depois de sofrer ataques intensos em suas redes sociais por ter se pronunciado contra o presidente Jair Bolsonaro na manhã desta segunda-feira (21), Anitta soltou algumas alfinetadas contra os fãs do chefe de estado.

Em seu perfil do Twitter, a famosa afirmou que muitos internautas estavam lhe xingando e usando sua tatuagem anal para tentar atingi-la. Sem problemas com o assunto, a gata resolveu debochar da situação.

“Lá vem os bolsonarers (sim, o presidente tem um fã clube Mulher com a mão no rosto) me “atacarem” com um grandissíssimo insulto mandando eu retocar a tatuagem do meu c*…. ainda não desbotou… quando desbotar eu retoco pq é linda (duvido que os machão nao iam adorar) … até pq, o cara ta empurrando no c* de voces sem pena e voces ainda vao pra rua de motoca pedir mais”.

Rapidamente a resposta da cantora viralizou nas redes sociais, rendendo mais de 13 mil compartilhamentos e mais de 96 mil curtidas. Entre os comentários, muitas pessoas apoiaram a postura da carioca e, claro, fizeram muitos memes.

“Anitta, você está 100% certa, eu votei nele acreditando em um país sem roubo… Ok. Mas o problema agora, é outro muito maior, de saúde. E tipo está cagando para mortes dos brasileiros”, confessou um internauta. “Anitta esmurado os bolsominions, AMOOOOO, é ela faz tudo”, disse um fã. “Anitta sempre pisando com força no bozo e seus apoiadores”, se divertiu outro.

Entrando na política

Não é de hoje que Anitta faz comentários críticos sobre a política brasileira e o presidente Jair Bolsonaro. A famosa já deixou claro que não gosta do político à frente do Brasil, inclusive durante algumas entrevistas internacionais.

Nos últimos anos a artista tem se tornado cada vez mais aberta a falar de política. Durante o lançamento de sua música Girl From Rio, a famosa homenageou a vereadora Marielle Franco, que foi assassinada no Rio de Janeiro em 2016.

“Marielle Francisco da Silva, conhecida como Marielle Franco, nascida no Rio de Janeiro, foi uma socióloga e política brasileira. Mulher negra, de origem pobre, Marielle cresceu na favela da Maré e foi eleita vereadora do Rio em 2016, com a quinta maior votação”, inicia Anitta no texto.

“Marielle defendeu o feminismo, direitos humanos e criticou a intervenção federal no Rio e também a Polícia Militar, denunciando vários casos de abuso de autoridade da polícia contra moradores de comunidades pobres. Ela nunca ficou em silêncio e levantou importantes questões em sua trajetória política”, diz outro trecho.