Maitê Proença detona Jair Bolsonaro

A atriz Maitê Proença (Imagem: Reprodução / Instagram)

Famosa pro seus papeis nas novelas da Globo, a atriz Maitê Proença decidiu se posicionar mais uma vez contra o presidente Jair Bolsonaro. A artista fez uma participação especial em uma live promovida pela revista IstoÉ e fez duras críticas à gestão do governante durante a pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de meio milhão de pessoas no país.

É um absurdo, né, o descaso como foi tratado no Brasil, é muito criminoso, porque as pessoas são desinformadas, é de uma maldade… se você está de posse da informação, que certamente os governantes têm, e ainda assim age com esse descaso criminoso. É um negócio muito sério”, disse Maitê.

“Uma lástima”

Logo na sequência, ela afirma que a gestão de Bolsonaro é “uma lástima” e relembra que o país tem uma série de problemas já antigos na área de educação.

Eu acho uma lástima. O Brasil tem problemas sério na área da saúde e da educação. A gente tem um país deseducado, nenhum governo investiu na educação da forma como deveria. Então essa falta de investimentos criou toda uma geração de pessoas desinformadas, que não gostam de pensar, têm preguiça de pensar”, continuou.

Por fim, Proença completou sua opinião. “E quando a gente tem na cabeça do país um homem assim, as pessoas que estão começando esse tipo de comportamento, elas se sentem um pouco autorizadas pra essa insensibilidade, pensar em si e dane-se todo o resto. Mas essas pessoas serão muito infelizes porque não é da natureza humana pensar de forma individual, sem se preocupar com o bem coletivo”, concluiu.

Outras críticas

Em maio, Maitê Proença concedeu uma entrevista para a revista Quem. Naquela ocasião, ela fez outras críticas, novamente sem citar nomes. “Fico indignada porque não precisaria ser assim.  Estamos no país mais mal administrado do mundo, com o volante na mão de um homem doente, insensível e maldoso. Não tenho medo da morte, mas sinto horror em ver tanta gente sofrendo com o descaso”, disse ela.

Em outro momento, ela, que se tornou vovó durante a pandemia do novo coronavírus, foi questionada sobre a experiência de ter alguém nascendo em um período de tantas mortes.

Fiquei preocupada na gravidez, mas confiei nas escolhas que Maria e seu marido fizeram. Felizmente, Manuela e Maria atravessaram o parto com saúde e se mantêm assim. Mas estamos todos muito isolados em função disso tudo também. É uma imposição dos tempos, não há o que fazer”, afirmou a atriz.

Thiago Freitas
Marketing - Centro Universitário de Belo Horizonte. Atua como redator para o nicho de TV e famosos.
Veja mais ›