Deborah Albuquerque se joga no samba e ostenta decotão na Sapucaí

Deborah Albuquerque
Deborah Albuquerque (Reprodução: Daniel Pinheiro/AgNews)

Neste final de semana, a ex-A Fazenda Deborah Albuquerque, de 38 anos, foi clicada pelos fotógrafos na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro.

Na ocasião, a musa se jogou no samba durante o ensaio técnico da escola de samba da Grande Rio, em que desfilará no Carnaval deste ano, tendo Paolla Oliveira como Rainha de Bateria.

Deborah optou por um vestido vermelho sem alça e cheio de brilho, que combinou com os saltos altos dourados. As pernas torneadas da famosa também ganharam destaque nas fotos.

A atriz e jornalista Deborah Albuquerque ganhou notoriedade com sua participação em A Fazenda 14, no ano passado, que contou ainda com outros famosos, como Tati Zaqui, Thomaz Costa, Deolane Bezerra, Bia Miranda e outros.

Deborah Albuquerque
Deborah Albuquerque (Reprodução: Daniel Pinheiro/AgNews)
Deborah Albuquerque
Deborah Albuquerque (Reprodução: Daniel Pinheiro/AgNews)
Deborah Albuquerque
Deborah Albuquerque (Reprodução: Daniel Pinheiro/AgNews)
Deborah Albuquerque
Deborah Albuquerque (Reprodução: Daniel Pinheiro/AgNews)
Deborah Albuquerque
Deborah Albuquerque (Reprodução: Daniel Pinheiro/AgNews)

Foi vítima de abuso infantil

Em tempo, a influenciadora participou do podcast Não é Nada Pessoal, no YouTube, em que contou sobre o abuso sexual que sofreu quando era criança, aos 6 anos de idade.

A famosa também falou que precisou passar por tratamento psiquiátrico para bloquear o trauma criado.

O crime ocorreu durante uma viagem em família para o Rio Grande do Sul, e ela relatou que o abusador a encontrou no elevador. Um tempo depois, ele acabou sendo preso.

“Quando fui descer do elevador, um homem mais velho me abordou e aconteceram coisas comigo. Esse homem foi preso, inclusive. Só que meu pai se culpou muito, ele se culpa muito por ter me deixado sozinha lá”, falou.

“Uma cena que eu lembro, e que nenhum psiquiatra consegue bloquear, é o meu pai chutando o carro desse homem e a panturrilha dele toda sangrando, e ele sendo algemado, passando algemado na parte de baixo do prédio”, disse ainda, no podcast.

Albuquerque pontuou também que algumas pessoas banalizam causas como estupro e abuso sexual, além do uso de remédios para combater os traumas. A ex-participante de A Fazenda ainda defendeu que esses problemas não podem ser considerados triviais.