Ludmilla dança funk em rua de Los Angeles e arrasa no rebolado

Brunna Gonçalves e Ludmilla
Brunna Gonçalves e Ludmilla (Foto: Reprodução/Instagram)

O casal Brunna Gonçalves e Ludmilla resolveu celebrar a chegada em Los Angeles, nos Estados Unidos, de uma forma bem animadinha. Através do Instagram, as duas surgiram se divertindo em meio a rua da cidade.

No melhor estilo carioca, as duas surgiram esbanjando o corpão com um look estiloso, as duas surgiram dançando funk na calçada. “Chegamos LA 🌴❤️”, escreveu Brunna na legenda da postagem.

Nos comentários do vídeo, que rendeu mais de 130 mil curtidas, os seguidores da dançarina fizeram vários comentários elogiando o jeitinho brasileiro de comemorar uma viagem.

“LINDAS DA MINHA VIDAAAAA ❤️❤️❤️❤️❤️”, “É muito lindas kkkk 😍😍”, “Eu namoro o namoro de vcs😍😍”, “Vcs são inspiração Bru!”, “Lindas perfeitas demais melhor casal do mundo”, “Simplesmente as maiores”, foram alguns das mensagens dos seguidores.

Nas últimas semanas Brunna e Ludmilla estão fazendo uma viagem dos sonhos por parte da américa. Há poucos dias as duas estavam em Cancún, no México, onde além fizeram uma série de publicações apaixonantes de momentos de intimidade.

Apoio à diversidade

Abertamente bissexual e sempre fazendo publicações voltadas para a valorização da diversidade, no Dia do Orgulho LGBTQIA+ Ludmilla fez questão de falar sobre o assunto e explicou aos seguidores sobre a importância da data.

“Hoje, dia 28 de Junho, comemoramos o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. Este dia foi criado em homenagem a um dos episódios mais marcantes na luta da comunidade LGBTQIA+ pelos seus direitos: a Rebelião de Stonewall Inn que marcou a revolta da comunidade LGBTQIA+ contra uma série de invasões da polícia de Nova York aos bares frequentados na época, onde eram presos e sofriam represálias por parte das autoridades”, iniciou ela.

Em outro momento do texto, a artista destacou as dificuldades vividas diariamente por esta população e garantiu que as mensagens de ódio ao qual pessoas LGBTQ+ acabam ouvindo, se tornam motivação para crescer cada vez mais.

“Infelizmente temos ainda muitas barreiras para enfrentar, principalmente quando recebemos notícias tão pesadas como a de Roberta Silva que teve que amputar um dos braços, ou ainda escutamos coisas tão absurdas na TV que só provoca ódio”.

“Essas coisas nos servem de motivação para cada vez mais frisarmos importância da luta diária pelo direito de sermos livres para amar quem quisermos e de sermos respeitados. No dia internacional LGBTQIA+ eu só quero desejar amor, amor sempre e de todas as formas”, afirmou.